domingo, 14 de julho de 2013

Então você quer ser um escritor?

Se não estiver explodindo em você
apesar de tudo,
não faça.
A não ser que saia espontâneo de seu
coração e de sua mente e de sua boca
e de suas entranhas,
não faça.


Se você tiver que passar horas
encarando a tela do computador
ou encurvado sobre sua
máquina de escrever
procurando palavras,
não faça.
Se você estiver fazendo isso por dinheiro ou
fama,
não faça.
Se você estiver fazendo isso porque deseja
mulheres em sua cama,
não faça.
Se você tiver que sentar ali e
reescrever mais uma vez e mais uma vez,
não faça.
Se der o maior trabalho só de pensar em fazer,
não faça.
Se você estiver tentando escrever como outra
pessoa,
esqueça.

Se você tiver que esperar até isso rugir em
você,
então espere com paciência.
Se isso nunca rugir em você,
faça outra coisa.
Se você tiver que ler primeiro para sua esposa
ou para sua namorada ou para seu namorado
ou para seus pais ou para qualquer um
você não está pronto.

Não seja como tantos escritores,
não seja como tantas milhares de
pessoas que se dizem escritores.
Não seja chato e estúpido e
pretensioso, não se deixe consumir pela
vaidade.
As bibliotecas do mundo
bocejam até
dormir
sobre tipos assim.
Não aumente isso.
Não faça.
A não ser que saia de
sua alma como um foguete,
a não ser que ficar parado te
leve à loucura ou
ao suicídio ou assassinato,
não faça.
A não ser que o sol dentro de você esteja
queimando suas vísceras,
não faça.

Quando for realmente o momento,
e se você for escolhido,
isso irá acontecer por
conta própria e continuará acontecendo
até você morrer ou isso morrer em
você.
não há outro jeito.

e nunca houve outro.


BUKOWSKI, Charles.

-- 
Pra acalmar a alma, nada melhor que um poeminho, não?  Ainda mais de um autor tão consagrado como Charles B. Que vocês não leiam apenas as palavras. Espero que este escrito ajudem-os nas decisões do futuro e preferências. 
Boa noite :)

Sobre sereias e a realidade


Numa noite dessas, enquanto o tédio me dominava, abri o youtube e fui procurar por algum documentário do Discovery Channel. O primeiro vídeo que apareceu falava sobre sereias, e como eu não sabia muito sobre esse assunto, cliquei nele para criar minhas próprias opiniões a respeito desse ser polêmico.
Eu já comecei a assistir com negatividade: nunca acreditei que tais animais realmente pudessem existir. No início do documentário, mostrava algumas pessoas que afirmaram ter visto sereias, tiraram fotos e tinham provas da existência delas, mas nem isso me fez acreditar. Afinal, as pessoas fazem tudo para aparecer, e uma dessas coisas é mentir, um dom que todo mundo tem.





















Quando eu tava quase pra fechar o vídeo, eis que aparece a salvação: uma teoria sobre o surgimento das sereias. Resumidamente, a teoria afirmava que um grupo de macacos se desviaram do bando e foram viver em minúsculas ilhas. Como lá era muito pequeno, eles passavam tempo demais no mar, pois era onde encontraram alimento e diversão. O grupo que continuou na terra normal evoluiu até virarem pessoas, nós. Já os que moravam na ilha, evoluíram de outra forma, criando escamas, pés de nadador, pulmões que guardavam mais ar, pele que suportava altas temperaturas, facilidade para nadar.
Pensei sobre o assunto, era uma teoria válida. Afinal, os ursos polares sofreram uma evolução parecida. Mas ainda era difícil de acreditar.

Pra falar a verdade, é difícil de acreditar em qualquer coisa que não faça parte de nossa realidade, estamos tão acostumados com o normal que se uma normalidade aparece, não acreditamos mesmo que seja óbvia. Por exemplo, se um bebê de dois anos vê o pai voando pela sala, vai rir ou se mostrar indiferente. Mas se a mãe do bebê ver seu esposo levantar voo, vai soltar um grito e achar que está louca. Isso é porque o bebezinho não tem noção do que existe e o que não existe: isso se aprende com a vida.*
Assim sendo, acho que há, em volta de nosso cérebro, uma expressa camada de realidade que nos impede de acreditar, ver as coisas. É uma doença muito séria, essa tal realidade. É preciso saber qual é o tamanho da nossa camada para poder livrar-se dela e assim ver um mundo mais bonito e encantador.  E como faremos isso? Taí, acho que essa é outra coisa que se aprende com a vida.

Agora eu quero saber a opinião de vocês. Acreditam ou não em sereias? E essa teoria, é babaquice ou realidade? A expressura da camada de teu cérebro, é de que tamanho?

Até mais!

sexta-feira, 28 de junho de 2013

Calvin e Haroldo sendo outros personagens.

Pra mim, Calvin e Haroldo são os personagens mais fofos e legais do universo das tirinhas. Impossível não gostar das histórias e da forma que Bill faz seu trabalho. Os personagens são tão legais, que há fãs que levam-os para outros universos, em outras histórias. Relatam essa mudança através de desenhos, que são um mais lindo que o outro, e vou mostrá-los para vocês. Vejam:

As aventuras de Pi:

 Senhor dos Anéis:

Hora de Aventura:

Poo:

Em forma de Anime:

Essa não é de nenhum personagem, mas é fofa: 

São lindos, não são? Eu achei todas essas imagens no WeHeartIt e por mais que eu quisesse, não encontrei os verdadeiros criadores. Se vocês souberem quem é o autor de alguma das obras acima, ficarei grata em saber para poder colocar os créditos.
É isso, pessoal. Beijos!

Ah, e comentem se vocês tiverem dedos.

quarta-feira, 26 de junho de 2013

Você é você?

Eu conheço muita gente - e aposto que você também - que não são quem elas realmente são. Confuso? Calma, vou explicar melhor.  
Todo mundo diz que adolescente faz de tudo pra se enturmar no grupo da escola, ser reconhecido, ser legal. Eu não discordo. Mas tem vezes que esse ato dos adolescentes me incomoda. Não só dos adolescentes, mas dos adultos também, porque ambos são iguais.
Um exemplo são aquelas pessoas que pagam duzentos reais em uma camiseta simplesmente para mostrar ao mundo que ela é um tipo que vale a pena se ter como amiga. Ou ainda aquelas pessoas que fingem ser chatas, ou fofas, ou atraentes. Não tem nada pior do que gente que não se aceita.
Não me refiro a aceitar seu corpo, seu cabelo ou suas feições, mas sim sua personalidade. Seus gostos. Seu jeito de ser. Não finja que gosta de rock só para parecer diferente. Não compre roupas caras só para se exibir. E por favor, não ande de skate só porque tá na moda.
Eu já tentei ser quem eu não era só para conseguir amigos. Deu certo, as pessoas gostavam de mim. Mas eu não me gostava. Demorou para  perceber que se tem alguém que eu devo satisfazer, esse alguém sou eu mesma. Bom, hoje em dia tem gente que não gosta de mim (que eu tento não me importar), mas também tem gente que gosta, e uma delas sou eu.
O que eu quero dizer, resumidamente, é que esse negócio de querer agradar os outros através de roupas, ações que você não gosta, entre outros, é uma baita babaquice. É difícil abrir mão da  harmonia e tudo mais, mas escute o que digo: se você quer ser feliz, aceite- se. Seja você.
Seja você, mesmo que seja estranho, seja você.

segunda-feira, 24 de junho de 2013

A forma que eu vejo o mundo


Eu gosto por demais do mundo. Gosto de viver, de existir. Acredite, será poucas as vezes que você ouvirá isso de alguém, principalmente de uma adolescente. 
O fato é que, acredito eu, quando você começa a reparar no mundo, notar as coisas pequenas, coisas bobas até, não tem como escapar da admiração pelo mesmo. Um exemplo disso é o céu. Ah, o céu...Ele está sempre ali, mas nunca do mesmo jeito. É preenchido por uma beleza infinita e incrível. Eu achava clichê esse papo de admiração pela lua, estrelas e nuvens até começar a notá-las mais. Todo dia, voltando da escola, ou indo à janela as 17 hrs, eu olhava pra cima e percebia a beleza de que os poetas tanto falam. A alma se enche de conforto ao observar à pintura das nuvens. 
Outra coisa que eu gosto é da chuva e como a terra fica depois dela. Respirar a brisa da manhã ou da madrugada é a melhor sensação para mim, experimente e você entenderá o que eu falo. Taí um problema das pessoas: elas dormem enquanto a natureza faz sua melhor apresentação. 
Também tem as pessoas que conhecemos ao longo da vida. Os amigos. A amizade é algo indispensável para o ser humano, já dizia o sábio Salomão. Ele está mais do que certo. Nada melhor do que encontrar alguém de nossa espécie para compartilhar os pensamentos, sentimentos e risadas. Ah, e dividir as experiências. Experiências, não seríamos nada sem elas. 
E a poesia? Ah, aquela poesia que parece ter sido escrita para nós. Nada mais saboroso do que lê-las nos momentos certos e degustar cada palavra.  
A música, os livros, os filmes. Como é bom tê-los conosco! Melhor ainda é quando nos lembramos deles e as lembranças de tempos passados, quando se tinha "overdose" dos mesmos, os acompanham.
Os filhotes caninos que se enchem de alegria ao nos ver, o cantar dos grilos, o olhar apaixonado daquele garoto, a risada do bebê, a música preferida que toca no rádio, a surpresa no final de um livro, a comida favorita, uma água gelada após muita sede, a descoberta de algo novo, o saber de ter um amigo, aquele abraço apertado que nunca se esquece, aquela frase marcante, o elogio vindo de alguém legal. Tudo é tão prazeroso...
Oh, eu gosto por demais do mundo!

domingo, 23 de junho de 2013

Sobre as manifestações - uma opinião sincera.


A qualquer momento em que se ligue a TV, lá está o assunto sendo abordado: as manifestações que hoje não estão só em todo o Brasil, como também em diversos países. Se pararmos para pensar, foi tudo tão rápido que é difícil lembrar como começou.
    Para refrescar suas mentes, as passeatas tiveram início em São Paulo, se não me falha a minha memória de velho, e a razão era o aumento de passagem no transporte público. Um monte de gente, mais do que o esperado, foram as ruas atrás do direito de passageiro. 
E então, ninguém sabe como, a razão de irem às ruas, mudou. 


Milhares e milhares de pessoas foram as ruas, gritando, suportando o frio ou o calor e sei lá o que com um objetivo: mudar o Brasil. Aproveitaram da iniciativa dos que queriam redução na passagem, e aí se começou o maior protesto já acontecido no país: a luta por uma "direção" melhor.
Foi como um incêndio: só precisou de uma faísca e logo se espalhou pelo mundo todo. De enormes países até as mais humildes cidades. Todos queriam justiça, ordem e progresso
As autoridades ficaram pasmas, todo mundo ficou. "Uau, finalmente o Brasil irá mudar!". Houve vandalismo, sim, mas acredito que foi de certa forma útil para todos. 
E então... surgiu a tal da "cura gay".
  

Mais pessoas foram as ruas, mas com outro propósito: acabar com o Feliciano. 

De repente, tudo se tornou um caos completo. As passeatas, marchas ou Jogos Vorazes (chame como quiser), agora tinham desejos variados. Um grupo queria melhor educação, outro queria que abaixassem a tarifa, tinha um que queria poder ser feliz com seu companheiro do mesmo sexo, alguns queriam que acabassem com a copa no Brasil. Era bem difícil saber o que se podia fazer.

Abaixaram o preço do ônibus. 

Agora, quem começou com protestos, não estão mais participando dos mesmos. Daqui a pouco, todo mundo vai começar a brigar entre si, o que dá aos governadores a chance de só assistir tudo esperando que acabe sozinho. 

E eu penso: até  onde vão esses protestos? Até a mudança acontecer? Pera, qual mudança? São tantas que até me confundo.

Talvez o Brasil ainda não tenha acordado: só esteja sonâmbulo.

quinta-feira, 2 de maio de 2013


Sim, sim, pessoal! Eu estou viva! 
Desculpa a demora, é que eu não tinha absolutamente nenhuma novidade, blah :(

Mas enfim, terminei de ler um livro realmente desejado por mim: Frankestein! E o melhor: com o idioma em i-n-g-l-e-s o/ 

A história é sobre um homem chamado Victor Frankestein (daí o título) que era apaixonado por ciências. Ele vai para outro país estudar 'o segredo da vida' e começa a pesquisar sobre o que faz as pessoas viverem, morrerem e ressuscitarem.


Depois de muitos anos pesquisando, ele retira vários órgãos de vários cadáveres desconhecidos e forma um homem, que ganha a vida. O objetivo do Victor era criar um homem forte e muito poderoso, mas acaba dando vida a um monstro. 
A história é bem bonitinha, porém triste. Todos morrem (exceto o monstro). A criação fica infeliz e odeia todo mundo. 
Eu achei uma leitura gostosa e rápida (terminei em 1 dia). Recomendo :D

Beijos, desculpem a demora.

segunda-feira, 22 de abril de 2013

A culpa é das estrelas


   Minha mãe sempre diz que eu sou do contra. Tá, acho que é verdade. O fato é que eu não achei o livro "A culpa é das estrelas" tuuudo isso que falaram. Pra ser sincera, acho que ele nem merecia tantos elogios. Quero dizer, a forma Green escrever é ótima, o problema, na minha opinião, foi o roteiro. E o fim (parecia que ele ficou com preguiça de terminar, aí colocou uma frase nada-a-vê e pronto).
    Acho que o objetivo do John era fazer com que as pessoas sofredoras de alguma doença sentissem-se mais confortáveis e aprendessem algumas lições sobre a vida (que não vou contar, isso seria spoiler). Acho que nesse quesito, ele foi ótimo. E os personagens? Encantadores. Me apaixonei pelo Gus e, como sempre, fiquei triste por ele ser fictício.
    Li-o em um dia, é uma leitura bem gostosa. Recomendo, mas alerto que ele não é algo majestoso e nem digno de releitura (como A Menina Que Roubava Livros). Ei, falando nisso, o Markus Susak (escritor de AMQRL) elogiou o "A culpa é das estrelas" pra caramba. Fiquei meio confusa e indaguei pro meu pai como é que podia um escritor tão bom (Markus) gostar tanto de algo...'não tão bom'. Meu pai, como um comunista nato, disse que algumas pessoas não fazem e nem dizem o que querem, e sim o que o dinheiro quer que elas digam, algo assim. Aí ele começou a falar uma frase sobre capitalismo e tal...
   Vou nessa pessoal. Lembrando que o que expressei aqui foi nada menos que meu humilde pensamento, ok? Se você gostou ou não do livro, coloque ali em baixo, nos comentários, que eu adoraria debater.
Tchau

quinta-feira, 18 de abril de 2013

Garotas de atitude: minha opinião.


Vivemos em pleno século XXI e ainda se ouve comentários femininos do tipo "ah, ele não chega em mim, fazer o quê?". O fato é que já deixou de ser obrigação dos homens tomaram a atitude; As mulheres estão cada vez mais ocupando cargos que antes eram somente tomados pelos homens. Por que não fazer isso também com a questão da atitude? 
Bom, eu sou mulher e sei que na prática é hesitante fazer tal 'esforço' pois temos medo de sermos mal entendidas e sermos julgadas. Por essa razão, fiz uma pesquisa com 10 garotos e vocês não vão acreditar: todos afirmam que acham garota com atitude algo super legal! 
É claro que tem que se ter atitude, garotas! Se você quer, corra atrás. Não digo para ser atirada, pelo contrário. Mostre que está a fim, se quiser pra pedir, peça. Afinal, para tudo na vida há 50 por cento de chances de dar certo e o mesmo por cento de dar errado, não é mesmo?
É o que eu acho.

segunda-feira, 15 de abril de 2013

As tirinhas do Will Tirando!

  Oi gente! Tudo bem? Hoje trago um artísta que muitos de vocês devem conhecer. Quer dizer, as tirinhas dele bombam no facebook, mas quase nunca tem os créditos. Sabe, os felizardos pegam os desenhos, retiram o nome com a autoria e postam no facebook. Aí os posts recebem um milhão de curtidas e ninguém sabe de quem é a autoria. Isso é plágio e me dá muita raiva, poxa!
   Continuando, as tirinhas, além de serem engraçadas, possuem um humor inteligente. Há um tempinho que acompanho o trabalho no blog dele  e desde então visito o site todo dia! O cara é um ótimo desenhista e tem muita criatividade.
    Confiram minhas favoritas (clique na imagem pra ampliar):






É melhor eu parar por aqui, se deixar eu encho umas três páginas só com tirinhas, haha! Então, se você quiser conferir mais, corra para o site: Will Tirando.

Se gostou, comente :)

terça-feira, 9 de abril de 2013

Dark Shadows


Oi gentee! Alguém aí já assistiu Dark Shadows? Como grande fã do Tim Burton, eu senti certa necessidade de assistir esse filme no cinema quando foi lançado. Porém, naquela época eu tinha 13 anos e só era permitido para maiores de 14 anos :( Depois de uma grande depressão ( haha- não), o filme finalmente saiu do cinema e eu assisti <<33 

Cara, o filme é per-fei-to! Os efeitos, a maquiagem, a imagem, as luzes, o elenco, o som...Perfeito! Adorei. Claro, é muito difícil uma obra do Tim ser um fiásco. O legal é que é romance misturado com suspense e aventura! 

Na minha humilde opinião, é um filme de vampiro bem melhor que crepúsculo. Na minha listinha, ele fica empatado com Entrevista com o Vampiro.

Quem já assistiu, deixa sua opinião! 

Beijooos!

segunda-feira, 8 de abril de 2013

Projeto 1 filme em ingles por dia - fail.

Oi, gente! Eu sei que faz um tempão que eu não posto nada aqui, a razão não é nada menos do que minha internet péssima. O roteador queimou, então eu fiquei sem net por 1 semana, mais ou menos. Peço desculpas e garanto que vou compensar os dias de ausência.

Acho que preciso dar uma atualizada urgeeente no meu projeto 1 filme por dia, haha! Realmente vou tentar manter a disciplina ;) Bom, aqui vai a obra que escolhi para segunda feira passada:

 Dia 2 


Esse filme tava passando na TV, então eu pensei: "Ah, vai esse mesmo!". Tem um elenco incrível (Cameron Diaz diva e Ashton Kutcher perfeito-lindo-aiai). O bom foi que tem uma linguagem do cotidiano, então é ótimo para treinar. Ah, eu coloquei idioma em inglês com legenda em português. Assim foi mas fácil entender o que eles diziam. E para treinar o sotaque, eu imitava o que eles diziam, com a mesma entonação, etc. 
Mel dels, o Ashton é muito lindo <3

~ Espero que tenham gostado do post de hoje. Beijos! ~

PS: Obrigada pelos comentários, seus lindos!

sexta-feira, 29 de março de 2013

Pra acalmar a alma...

 Oi gente xD Vocês devem ter percebido que o layout do blog mudou...de novo. Isso reflete muito sobre como eu sou: indecisa, não consegue se fixar em algo. Enfim, quem acompanha o blog há algum tempo sabe que o design dele muda toda hora, portanto se você é novo por aqui, vai se acostumando com mudanças repentinas, haha. Epa, falando em novatos, ando bem feliz porque o blog recebeu alguns seguidores novos (iuupi)! Gente, vocês não tem a noção de como é bom atualizar o painel de controle e ver que tem um comentário ou seguidor novo :3 Obrigada a todos! 

 Tô bastante feliz também porque terminei minha fanfic de Hades e Perséfone. Achei que nunca ia conseguir finalizá-la, mas graças ao apoio de leitores maravilhosos, terminei. Uma conquista e tanto. Se você quiser vê-la, clica aqui. 


Hoje, ao ouvir a música We Are Young, me bateu uma nostalgia danada. O tipo de nostalgia gostosa, mas ao mesmo tempo triste. Boa porque relembrei o ano passado, quando eu estudava com minha melhor amiga (Dani) e aprontava boas com minha outra melhor amiga (Mimis), sabendo que agora estamos conhecendo novas pessoas e que guardarei para sempre lembranças boas do passado, mas ao mesmo tempo triste pelos mesmos motivos. Complicado, eu sei. 

Então resolvi procurar um texto que marcou muito uma fase da minha vida, e quando o achei logo quis compartilhar com vocês <3 É do Vinicius de Moraes: 


"Um dia a maioria de nós irá se separar. Sentiremos saudades de todas as conversas jogadas fora, as descobertas que fizemos, dos sonhos que tivemos, dos tantos risos e momentos que compartilhamos... 

Saudades até dos momentos de lágrima, da angústia, das vésperas de finais de semana, de finais de ano, enfim... do companheirismo vivido... Sempre pensei que as amizades continuassem para sempre... 

Hoje não tenho mais tanta certeza disso. Em breve cada um vai pra seu lado, seja pelo destino, ou por algum desentendimento, segue a sua vida, talvez continuemos a nos encontrar, quem sabe... nos e-mails trocados... 

Podemos nos telefonar... conversar algumas bobagens. Aí os dias vão passar... meses... anos... até este contato tornar-se cada vez mais raro. Vamos nos perder no tempo... 

Um dia nossos filhos verão aquelas fotografias e perguntarão: Quem são aquelas pessoas? Diremos que eram nossos amigos. E... isso vai doer tanto!!! Foram meus amigos, foi com eles que vivi os melhores anos de minha vida! 

A saudade vai apertar bem dentro do peito. Vai dar uma vontade de ligar, ouvir aquelas vozes novamente... Quando o nosso grupo estiver incompleto... nos reuniremos para um último adeus de um amigo. E entre lágrima nos abraçaremos... 

Faremos promessas de nos encontrar mais vezes daquele dia em diante. Por fim, cada um vai para o seu lado para continuar a viver a sua vidinha isolada do passado... E nos perderemos no tempo... 

Por isso, fica aqui um pedido deste humilde amigo: não deixes que a vida passe em branco, e que pequenas adversidades sejam a causa de grandes tempestades... 

Eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores... mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos!"

---
Isso sim é perfeição :D 

Isso aí gente, por hoje é só (só?). Espero que tenham gostado do post. Ah, acho bom lembrar que se vocês comentarem, seus dedos não cairão, ok? Então não custa nada gastar 30 segundos de suas vidas postando um comentário bem lindo JSIHDISO Brincadeira, se quiserem serem chatos não comentem.

BEIJÃO!

sexta-feira, 22 de março de 2013

Minhas frases de livros favoritas.

Oooi :)

Criei uma tag (não sei se alguém já teve a ideia de fazer isso antes, se tiver me avise) onde eu colocarei, semanalmente (ou mensalmente) fotos das minhas frases favoritas.  Afinal, é tão boa aquela sensação quando estamos lendo um livro e chega numa frase impactante, né? Oook, deu bastante trabalho pra tirar as fotos e editá-las, por isso espero que vocês gostem e, por favor, comentem :)
Let's go:

De genio e Louco todo mundo tem um pouco. Foi resenhado aqui. Sombra da camera fail.
O diário de Anne Frank. Resenha: xx
Essa frase faz parte do meu livro de poesias de Mario Quintana.
O final de A menina que roubava livros. Essa perfeição já foi resenhada, clica.
--- 

E aí, gostaram da nova 'tag'? Se você quiser usá-la no seu blog, fique a vontade e depois me manda o link pra eu ver :-) 

Indico todos esses livros :3

Beijos!

Projeto: um filme por dia.

Olá :D 

Como vocês perceberam pelo título, resolvi começar um novo projeto (criado por mim). Bom, eu faço curso de inglês há 1 ano e meio, mas estudar só uma vez por semana não é o suficiente para atingir a fluência, por isso a partir de hoje assistirei um filme em inglês por dia. 


Eu gostaria de assistir com legenda em inglês, mas isso não é possível porque os sites para assistir online não disponibilizam tal coisa. Portanto eu assisto em inglês sem legenda alguma. Eu entendo bastante coisa, mas ainda quero melhorar. 


Será que consigo ter disciplina para tal projeto? Veremos. 


No final de cada dia, estarei contando como foi minha experiencia.
 

Dia 1:


Escolhi Corpse Bride porque é um dos meus filmes favoritos do Tim Burton. Além do mais, eu já conhecia um pouco da história, o que ajuda a entender melhor. 

Uma novidade pra mim foi ver que a linguagem falada é inglês britânico, causando assim um ar mais 'clássico'. O problema é que estou acostumada com o inglês americano, então a tradução se tornou um pouco mais difícil. Porém mesmo assim achei que foi uma ótima escolha de minha parte, pois o filme é curtinho (77 min) e é bem direto, sem baboseira.

Recomendo todos (que estão interessados em aprender outra língua) a fazerem o mesmo! 

Beijos :)

quarta-feira, 20 de março de 2013

Vale a pena ouvir: Jenny Owen Youngs.


Acabo de conhecer uma nova cantora que tem de tudo para fazer sucesso, seu nome é Jenny Youngs. Com seu rostinho delicado e músicas country misturado com rock, essa americana está aos poucos conquistando mais e mais fãs. As canções logo me conquistaram, vou estar mostrando as que eu mais gostei:

  Pirates  

♪ Your Apartament 

♪ Love For Long 

♪ Here Is Heart 

♪ Great Big Plans

O que mais me assusta é o fato de ver que os melhores vídeos dela não passam de 5.000 views :( cara, ela é muito viciante. Todos deviam ouvir, haha! Concordam comigo? Deixem, por favor, suas opiniões (sejam elas boas ou ruins) nos comentários.
Beijos!

segunda-feira, 18 de março de 2013

Vanilla Sky


Pense em um bom filme. Agora multiplique o por 52.654.682.683.928. O resultado com certeza será Vanilla Sky, haha.
Assisti esse filme ontem a noite, e realmente compensou ter que ir dormir uma hora da manhã e depois acordar parecendo um zumbi. Cara, o filme é incrível! 
Não sou boa com sinopse, e já que tenho receio em acabar contando os mistérios do filme, aqui vai a sinopse retirada desse site: 

"Em Nova York são narrados em flashback fatos angustiantes da vida de David Aames (Tom Cruise), um jovem empresário que é dono de um império editorial. David tem sua vida modificada quando conhece Sofia Serrano (Penélope Cruz), uma bela jovem por quem se apaixona .Tal relacionamento desperta ciúmes em Julie Gianni (Cameron Diaz), uma "amizade colorida" de Davis, que quer muito mais que mero envolvimento sexual com ele. Um dia, após sair da casa de Sofia, David encontra Julie, que usando o pretexto de querer conversar com ele o convence a entrar no carro dela. Em um ímpeto de loucura, e cega por se sentir preterida, ela lança o carro por cima de um viaduto. Ela não resiste ao impacto e morre. David sobrevive, mas fica com o rosto bem desfigurado e entra em coma, ficando neste estado por três semanas. Ao se ver David fica traumatizado e oferece qualquer quantia para reconstruírem seu rosto. Repentinamente realidade e fantasia se confundem de forma assustadora."
-
Além de ter um elenco incrível (Penelope diva), um roteiro perfeito, o drama maravilhoso e o cenário lindo, a trama conta também com frases marcantes. Sim, é uma mais cativante que a outra. Sofia Serrano (interpretada por Cruz) é uma personagem totalmente cativante! 
Espero que vocês possam assistir esse filme e que ele os toque assim como me tocou! 

Beijos!

sexta-feira, 15 de março de 2013

Citações: Calvin e Haroldo.


Eu sou completamente fanática por Calvin e Haroldo, acho o desenho muuuito legal e me identifico demais com o Calvin! É engraçado, porque há anos que as tirinhas foram feitas, mas apresentam os mesmos questionamentos dos dias de hoje.
Vagando por um site fã de Calvin e Haroldo encontrei as melhores frases dessa dupla incrível. As citações eram muitas, então selecionei as minhas favoritas e vou mostrar à vocês:


  • "A infância é curta e a maturidade é eterna."

  •  "A vida é cheia de surpresas, mas nunca quando você precisa de uma."

  •  "Se todas as coisas boas durassem para sempre, você saberia como são importantes?"

  • "Não sou burro, sou um depósito de informações inúteis"

  • "O mundo não é justo, eu sei, mas por que ele nunca é injusto a meu favor?"

  •  "Cedo ou tarde ela vai ter que se questionar se isto vale mesmo o esforço."

  •  "Os melhores presentes não vêm em caixas."

  •  "Nós devíamos consertar o nosso planeta antes de sairmos mexendo nos planetas dos outros"

  • "O problema das pessoas é que elas são apenas humanas."

  • "Vivendo e não aprendendo... esses somos nós."

  • "Os desapontamentos da vida são mais difíceis de encarar quando você não conhece nenhum palavrão."

  • Eu sei que a vida é uma jornada, mas eu estou cansado de perder tempo no trânsito."

  • "Os únicos conhecimentos que eu tenho paciência de aprender são aqueles que não têm uma real aplicação na vida."

  • "Nada como tornar o dia das pessoas surreal."

  •  "O problema com o futuro é que ele continua se transformando no presente."

  •  "Como soldados matando uns aos outros resolvem os problemas do mundo?"

  • "Ou alguém vomitou no forno ou mamãe andou cozinhando!"

  • "Estou a tanto tempo sem fazer nada que posso sentir meu cérebro se atrofiando."

  • "Uma boa camiseta transforma o usuário num outdoor corporativo ambulante."

  •  "Sei lá, parece que quando as pessoas crescem, elas não fazem idéia do que seja legal."
Muito legais, né não? Qual você gostou mais? Comentem aí :D

quinta-feira, 14 de março de 2013

Fotos

Hoje deu uns 'cinco minutos' em mim e fui fotografar meu quintal. Eu tenho uma galinha de estimação (sim, é estranho, eu sei. Mas apesar delas não terem afeto, aprendo muito com elas). Quando a Giserba (a galinha), viu a máquina ficou muito intrigada, assim como os filhinhos dela. A expressão de ambos foi tão engraçada que tive que registrar:




HAHAH cara, eu ri muito. 

Tem mais algumas fotos aleatórias aqui:


Meu colar lindo <3

É só isso por hoje, beijos :*

X Men

Oi xD Hoje foi um dia muito legal, eu assisti os três primeiros filmes do X Men (amo x men). Sempre que eu assisto-os, percebo como minha vida é sem graça e de como eu adoraria ser um mutante. Gostaria de ter a mutação de atravessar paredes e me transformar em outras pessoas.


Pago muuito pau pra Mistica *--*


A Ororo nem se fala, é uma tremenda diva e top *-----*

Cara, sou muito fã de Harry Potter, mas entre Hogwarts e a escola do Xavier, eu fico com a segunda opção <3

E vocês?

quarta-feira, 13 de março de 2013

PROBLEMAS


Quando a gente é criança nosso maior problema está em não perder a hora do desenho animado. Então crescemos e vemos preocupação em saber se o fulano está interessado em nós ou ficamos frustados por nossa mãe ser tão mandona. Já adultos, as preocupações são em pagar as contas e levar o filho ao colégio. E, quando finalmente envelhecemos, nossa mente é ocupada com dúvidas sobre a felicidade dos nossos filhos e netos. 
Todos nós, adolescentes, sabemos que muitas vezes os adultos tratam nossos problemas como 'sem necessidade pra tanta importância', mas será que eles são o contrário disso? Ultimamente to achando que não. Acredito que, no futuro, olharemos para trás e pensaremos: 'nossa, por que eu fiquei tão encanado com isso? Hoje nem faz mais importância pra mim'. Faremos o mesmo que hoje em dia, quando rimos ao lembrar das nossas crises de infância quando ficávamos de castigo.
Então, se isso não vai importar no futuro, por que nos importamos tanto? Não há necessidade, não é mesmo? Portanto, vá lá, se jogue na vida. Ria, chore, se declare, xingue. Para que um dia, tenha-se história pra contar e nenhum arrependimento pra chorar. 
-
"Vá em frente. Se tiver medo, vá com medo"
-Pedro  Bial

segunda-feira, 11 de março de 2013

CARTA ABERTA AOS JOVENS (começo do livro De genio e louco todo mundo tem um pouco).

Oi, pessoal. Hoje venho trazer um texto muito legal. No dezembro de 2012 eu li o livro "De Gênio e Louco Todo Mundo tem um Pouco", e nas primeiras páginas o autor faz um apelo aos jovens. É uma carta dizendo suas teorias sobre o futuro desse geração (nós) e o que podemos fazer para sermos bem sucedidos pessoalmente mais pra frente.
É um pouquinho grande, mas leêm, por favor. É mesmo muito legal e útil :D


'' [...] gostaria de fazer um apelo intelectual, em especial aos jovens, em todos os países onde este livro foi publicado: precisamos ler mais. Já sabemos da importância dos livros para a formação do ser humano, mas precisamos também ter convicção da importância da imprensa.

 Estou particularmente preocupado com o futuro dos jornais. Em muitas nações, eles têm perdido espaço na era da Internet. Alguns talvez não sobrevivam, o que poderá trazer graves consequências. A necessidade de novos leitores é vital. Explico-me.
 A herança que estamos deixando para as gerações futuras é péssima. Nas próximas décadas ocorrerão cada vez mais catástrofes naturais devido ao aquecimento global, disputas internacionais, aumentos excessivos do preço do petróleo, dos alimentos e outros produtos básicos. Um barril de água poderá valer tanto ou mais do que um barril de petróleo. A questão não é se vão acontecer esses fenômenos, mas quando e com que intensidade. Se num determinado momento toda a população mundial entrar no padrão de consumo da classe média, provavelmente será preciso outro planeta Terra para atender ás necessidades. A conta não fecha. é preciso um desenvolvimento sustentável que preserve as próximas gerações. Na realidade, somos hóspedes e não proprietários deste belo planeta.
 Como preparar a juventude para os graves problemas que enfrentará? Os livros e as escolas são fundamentais nessa formação? Sim! Mas eles não conseguem acompanhar na plenitude as rápidas mudanças do mundo globalizado: econômicas, políticas, nos conflitos internacionais, na política ambiental, novas tecnologias. Num mundo globalizado, com problemas globais e mudanças rápidas, é necessário atualizar o conhecimento frequentemente. Nesse aspecto, os jornais diários e as revistas informativas são insubstituíveis.
O conhecimento é a única ferramenta que nos retira da condição de servos do sistema social e nos torna autores da história, pelo menos da nossa história. Em minha opinião, os jovens de hoje e do futuro não poderão ser repetidores de idéias, mas pensadores. Precisarão se nutrir com um cardápio de conhecimento para desenvolver a consciência crítica, a solidariedade, o altruísmo, a capacidade de pensar antes de reagir, de pensar a longo prazo, de expor e não impor as suas ideias, de se colocar no lugar dos outros, de respeitar as diferenças e ser um consumidor responsável. Precisarão libertar a criatividade para dar respostas inteligentes aos graves problemas que hoje se desenham, Precisarão se tornar seres humanos sem fronteiras, capazes de pensar na família humana e não apenas no solo em que seus pés pisam. O corpo de conhecimento oferecido pelos grandes jornais, embora necessite ser completado, pode contribuir para esse desenvolvimento.
 Quem dera nas escolas de ensino médio e universitário lessem, debatessem e assimilassem temas relevantes e discorridos pela imprensa. Espero que os jovens, bem como os adultos, descubram cada vez mais o prazer de folhear um jornal. É um ritual mágico.
 Um brinde á liberdade de imprensa e a expressão do pensamento. Um brinde aos futuros líderes que sonham e batalham por um mundo melhor.''




Eu gostei muito dessa carta e acho que servirá de grande influencia para quem leu. Quero agradecer ao blog Ler é melhor do que, local de onde retirei o texto. 

Digam o que acharam, beijos!

sábado, 9 de março de 2013

Que país é esse?


O que aconteceu com o Brasil? Quer dizer, o país continua o mesmo, o problema são os brasileiros. De repente, patriotas não existem mais, só um bando de 'manipulados' que o maior esforço que fazem é reclamar da pátria no Facebook. Tá, o governo é uma bosta, a educação precisa de mais carinho? Então bora fazer uma revolução.

Antigamente, as pessoas se preocupavam com o país*. Quando ocorreu a ditadura, a população não se contentou em apenas ficar calados observando a injustiça: elas foram fazer protestos. E nada de covardia, tanto é que muitas pessoas eram torturadas (e até mortas) porque eram fiéis e não deduravam seus aliados.

Também ouve o tempo em que ser brasileiro era motivo de orgulho. E por que não seria? Temos as mais belas paisagens, comidas e pessoas. O clima é maravilhoso e não estamos em guerra com ninguém. O Brasil tem super boa fama no exterior, só a gente que não percebe.

"Ah, mais os EUA é muito melhor que o Brasil..." MENTIRA! É claro que nas partes ricas, como o centro de New York e Hollywood é uma beleza, assim como o Rio de Janeiro e Fernando de Noronha. Mas, cara, uma fauna bonita não existe lá, e o clima é horrível (ou é muito calor ou é mega frio). A qualquer momento pode ter um ataque lá, pois o país é inimigo de diversas pátrias.

"A cultura do Brasil é horrível..." Sim, eu concordo. Mas sair por aí reclamando não adianta em nada. O que se pode fazer quando 80% da população prefere músicas sem sentido só porque possuem um ritmo legal? Antigamente parece que os brasileiros não se contentavam em ouvir porcaria. Tanto é que nas gerações passadas estão as melhores bandas. Acho que o uso frenético de celulares e computadores estão acabando com os neurônios dos jovens, que não dão oportunidades para músicos de verdade. 

O Brasil tem tudo para ser o melhor, menos uma população que acredita nisso.

-

Então, quem é o idiota aqui? A sujeira ou a pessoa que a vê, reclama e não faz nada para limpá-la?